Animal de sangue frio

img_5203

Crónica

Tarde na vida, arranjarei o conforto de um animal de estimação que continue a existir depois de mim. Vejo-me já velhinha sentada numa poltrona florida (de tons claros e verdes, com a transparência das algas) a fazer companhia a uma jovem tartaruga de cerca de oitenta anos.

Ela estará no pico da sua crise de adolescência, conspirando suspiros de tédio inaudíveis enquanto se desloca (maciça e lenta) da sala onde eu estou para a cozinha, num vaivém que não durará os escassos segundos que nós, humanos, levamos a transitar entre divisões, mas longos minutos de desassossego, que serão horas, dias e meses a acontecer em segredo.

Assim decorrerá um ano, distribuído por angústias e estações, pelo sol que nasce e desce, para nós as duas, em simultâneo. Mas o tempo que amanhece na cabeça da tartaruga é uma coisa comestível. Um nada que se mastiga e não resiste ao vagar persuasivo das suas entranhas húmidas.

A nós atravessa-nos como o fogo um balão de oxigénio – o ar quando o sopramos já é cinza. Na boca da tartaruga, o tempo é uma pastilha elástica, não é ígneo.

Pergunto-me se a atormentam os negros cânticos de José Régio, ou os impasses do Variações, caberá na sua marcha que atravessa os séculos o luxo dessas indecisões? Sonhará a tartaruga com uma cerveja no inferno, com a miragem do infinito em paraísos artificiais, causar-lhe-á temor, pelos seus descendentes, o rodar das engrenagens industriais?

Não. A tartaruga só sente a eterna imutabilidade do presente.

Para ela eu estar aqui é um sinal de fraca solidariedade cósmica. No meio do silêncio da casa, que já viu envelhecer, ouve o meu coração (tão depressa) a bater. Não sabe como dizer-me. Falta-lhe a língua, o dente, o ponto de articulação. Na palavra que ela engendra o tempo perde textura, não tem cheiro ou temperatura, é oco de dimensão.

4 thoughts on “Animal de sangue frio

  1. Ahh verdade, verdade, concordo com o comentário anterior, queremos livro!!!
    Estou amando ler o que VCS escrevem,
    É uma crônica, mas é poesia que consegue capturar a atenção. Grata viu.

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s