O jardim

As faias que o Jordi plantou. A churrasqueira que o Cotrim fez com a ajuda do Tozé (que já morreu). A araucária que o Sr. Morgado veio cá trazer.

E mais. O ficus que sobrou da primeira remessa da Bia Armas. A escada que o Chico construiu. O cedro que tirámos do jardim lateral ao transformá-lo num pátio para os cães. Os muros que eu próprio refiz, naquele primeiro Verão em que tudo parecia ainda quimera e tolice.

De repente, um tipo olha à volta e estão aqui quinze anos de história própria, fora as dezenas de história familiar e as centenas de história de uma comunidade. Mas o céu é o mesmo. O céu azul dos Açores da minha infância.

O céu azul do meu avô.

Lugar dos Dois Caminhos, Terra Chã, ilha Terceira, Julho de 2018

4 thoughts on “O jardim

  1. Pingback: O jardim — As Palavras do Regresso – Diversão construtiva

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s